quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Ser Umbandista é...

Compartilhar
A um tempo atrás eu recebi um texto que exemplifica bem o que é ser umbandista, minando todo e qualquer tipo de preconceito e ações que correspondam a repressão desta pratica.

Aqueles que ainda não conhecem os preceitos formadores da Umbanda, acompanhem abaixo...

Ser Umbandista


Ser umbandista é amar a Deus acima de todas as coisas.

Ser umbandista é amar a natureza e respeitá-la, pois Deus está lá.

Ser umbandista é reconhecer que os Orixás são potências de Deus, divindades que manifestam as qualidades do Criador de tudo e de todos.

Ser umbandista é ser amante da sabedoria, da virtude, da justiça e da humanidade.

Ser umbandista é ser amigo dos pobres, dos que sofrem, que choram, que tem fome e clamam pelo direito de justiça.

Ser umbandista é querer a harmonia das famílias, a concórdia dos povos, a paz do gênero humano.

Ser umbandista é levar para o terreno prático, aquele formosíssimo preceito de todos os lugares e de todos os séculos, que diz com infinita ternura aos homens de todas as raças, desde o alto de uma cruz e com os braços abertos ao mundo:

"AMAI-VOS UNS AOS OUTROS, FORMAI UMA SÓ FAMÍLIA, SEDE IRMÃOS!"

Ser umbandista é pregar a tolerância; praticar a caridade sem distinção de raças, crenças ou opiniões. É lutar contra a hipocrisia e o fanatismo.

Ser umbandista é viver para a realização da paz universal, tendo pelos encarnados o mesmo respeito que se dedica aos desencarnados.

Ser umbandista é ter crença religiosa sem tabus ou preconceitos, fundamentada na ética e no bom senso, sem ferir os valores dos bons costumes.

Ser umbandista é respeitar a máxima que diz "Somos imagem e semelhança de Deus", vendo Deus na presença do semelhante e em nós, através de nossas virtudes de fé, amor, conhecimento, justiça, lei, evolução e geração.

Ser umbandista é dar de graça o que de graça recebeu.

Por isso, caros amigos e amigas, eu tenho orgulho em dizer que sim, sou umbandista, pois abraços as andanças do bem e estou a cada dia que se passa procurando aprender mais e mais e expor através do conhecimento a pratica da caridade ao próximo. É difícil essa jornada, principalmente quando há ataques tão próximos que o revide só iria alimentar uma guerra sem vencedores, mas de desgaste para ambos os lados, então, porque de não desejar o bem e deixar pra lá?

Uma vez conversando com a entidade Mariazinha da Beira da Praia quando me via passando por uma situação chata, ela falou, não liga não, quando falarem algo que você não gosta, dá a língua para eles! É uma maneira de quebrar aquela onda de negatividade que esteja indo ao seu encontro.
Essas crianças, sempre com uma resposta na ponta da língua para todas as situações. rs

E viva os ensinamentos que são trabalhados para o auxílio com o aporte do bem.

Um comentário :

Dani Porto disse...

Linda demais essa definição, adorei! É por isso tudo que tenho certeza que minha escolha é mais que certa. Muita paz e luz pra todos.

Sementes de Luz Plantadas