segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

As Três Peneiras de Sócrates

Compartilhar
Que tal iniciar o próximo ano refletindo um pouco mais sobre as promessas antigas e quem sabe refletir um pouco mais antes de reportar alguma informação?

As três peneiras que enredam o tema desta Semente de Luz é uma forma de minimizar informações que não possuem uma fonte segura.

Quantas vezes um conhecido lhe parou para contar alguma história, que a princípio, pela forma como contava influenciava a sua forma de pensar sobre algo ou alguém?

Pois bem, abaixo segue a história que possui princípios fundamentais a serem levados em consideração antes de ser propagada.

As Três Peneiras de Sócrates

Um homem foi ao encontro de Sócrates levando ao filósofo uma informação que julgava de seu interesse:

- Quero contar-te uma coisa a respeito de um amigo teu!

- Espera um momento – disse Sócrates – Antes de contar-me, quero saber se fizeste passar essa informação pelas três peneiras.

- Três peneiras? Que queres dizer?

- Vamos peneirar aquilo que quer me dizer. Devemos sempre usar as três peneiras. Se não as conheces, presta bem atenção. A primeira é a peneira da VERDADE. Tens certeza de que isso que queres dizer-me é verdade?

- Bem, foi o que ouvi outros contarem. Não sei exatamente se é verdade.

- A segunda peneira é a da BONDADE. Com certeza, deves ter passado a informação pela peneira da bondade. Ou não?
Envergonhado, o homem respondeu:

- Devo confessar que não.

- A terceira peneira é a da UTILIDADE. Pensaste bem se é útil o que vieste falar a respeito do meu amigo?

- Útil? Na verdade, não.

- Então, disse-lhe o sábio, se o que queres contar-me não é verdadeiro, nem bom, nem útil, então é melhor que o guardes apenas para ti.

--//--

Com esta lição acima, espero que todos antes de repassar uma informação ao próximo, chequem a fonte para ver se a informação é verdadeira e se ao compartilhá-la, você não semeará ao próximo discórdia e tão pouco ocupar o tempo alheio com algo que não possua serventia.

E com esta Semente de Luz, eu fecho as publicações do ano de 2012.

Este ano, sei que não plantei tantas como deveria, puxões sutis da espiritualidade levei por isso, mas creio piamente que em 2013, por ser um ano de pura riqueza, não apenas material, deixo a minha promessa de plantar mais vezes informações que são úteis ao meu ver para serem compartilhadas e é claro, checadas junto as verdadeiras fontes.

Um Feliz 2013 a todos com muita saúde, sabedoria e prósperos caminhos regidos por muita luz.

Curtiu esta Semente de Luz? Que tal compartilhá-la?

2 comentários :

Irmão Azul disse...

Diego, muito legal a page!!! Adorei!!!!!

Diego Pinheiro disse...

Parabéns, me senti muito confortável lendo as mensagens e textos.

Sementes de Luz Plantadas